Botafogo Hoje
  • Home >
  • Notícias do Botafogo

Presidente da CBF Rejeita Paralisação do Brasileirão 2024

Ednaldo Rodrigues considera pedido de paralisação infundado e defende a continuidade do campeonato

Data Publicação27/04/2024
Compartilhar no:
  • compartilhar no whatsapp
  • compartilhar no facebook
  • compartilhar no twitter

Presidente da CBF Rejeita Paralisação do Brasileirão 2024

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, descartou a possibilidade de paralisar o Campeonato Brasileiro 2024 (Brasileirão). O pedido foi feito pela Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf) e recebeu o apoio do senador Jorge Kajuru (PSB-GO), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas.

  • Rejeição à paralisação Ednaldo Rodrigues enfatizou que a CBF não considera a hipótese de interromper o Brasileirão, ressaltando que a competição é íntegra e transparente. "Não tem como parar uma competição que é limpa e transparente", afirmou. Ele também disse que a CBF tomará medidas para garantir a continuidade do campeonato, mesmo que haja tentativas de paralisação.

Motivações sem consistência para parar o Brasileirão

Rodrigues também questionou as motivações para o pedido de paralisação, alegando que não possuem substância ou consistência. A declaração veio após o depoimento de John Textor, dono do Botafogo, à CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas. O presidente da CBF destacou que respeita a posição da CPI, mas paralisar o campeonato afetaria todo o sistema esportivo brasileiro, incluindo clubes, patrocinadores e a Copa do Brasil.

  • A questão do VAR No depoimento à CPI, John Textor propôs financiar um sistema de câmeras de alta definição (4K) para implantar o VAR automático nos estádios brasileiros. Ele citou problemas de transparência e erros do VAR no Brasileirão, ressaltando a necessidade de maior clareza na arbitragem. Essa iniciativa foi bem recebida por alguns senadores, que consideraram as declarações de Textor uma oportunidade para investigar questões relacionadas à manipulação de resultados.

Reações contrárias

A proposta de John Textor enfrentou resistência. O ex-árbitro Luiz Antônio Silva Santos, conhecido como Índio, criticou as ações do empresário, alegando que ele está denegrindo o futebol brasileiro e que deveria apresentar provas concretas de manipulação. Índio afirmou que, se houver provas, devem ser apresentadas à polícia, evitando exposição midiática desnecessária.

Desdobramentos na CPI

O senador Carlos Portinho (PL-RJ) solicitou a presença do árbitro e da equipe do VAR da partida entre Botafogo e Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro 2023 para depor na CPI. Ele busca esclarecimentos sobre decisões polêmicas no jogo, especialmente a expulsão do zagueiro Adryelson.

A CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas continua suas investigações, agora com mais atenção ao sistema de arbitragem e possíveis manipulações de resultados.

Resposta da Abrafut ao Pedido de Afastamento de Árbitros

A Associação de Árbitros de Futebol do Brasil (Abrafut) reagiu ao pedido feito pelo Botafogo para que a CBF afastasse Raphael Claus e Daiane Caroline Muniz dos Santos das escalas de arbitragem até que as investigações da CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas sejam concluídas.

A associação emitiu uma nota oficial repudiando o pedido do clube, defendendo a integridade dos árbitros e destacando que esses profissionais já enfrentam uma grande pressão no desempenho de suas funções. A Abrafut também destacou que a arbitragem é um componente essencial para o funcionamento do futebol brasileiro e deve ser tratada com respeito.

Além disso, a Abrafut ironizou a perda do título pelo Botafogo no  Brasileirão de 2023, sugerindo que, apesar das reclamações do clube, a equipe teve várias oportunidades esportivas para alcançar seus objetivos, mas falhou por conta própria. A nota destaca que situações adversas acontecem no futebol e que culpar a arbitragem por isso não é a solução.

A associação expressou apoio ao chefe da arbitragem, Wilson Luiz Seneme, e ao presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, reforçando a necessidade de provas concretas antes de se tomar qualquer medida contra árbitros ou membros da equipe do VAR. A Abrafut também sugeriu que, se John Textor tiver provas de manipulação ou má conduta, ele deve levá-las diretamente às autoridades competentes, em vez de expor o assunto publicamente sem evidências claras.

Confira o pronunciamento da Abrafut

Face à veiculação de notícias envolvendo o nome do árbitro Raphael Claus e a árbitra Daiane Muniz, ambos associados desta entidade, a ABRAFUT vem a público se manifestar com as seguintes considerações:

1. A ABRAFUT é a entidade que representa 492 (quatrocentos e noventa e dois) árbitros do quadro da CBF, sendo a única entidade reconhecida pela CBF e o Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD), para representação dos árbitros;

2. As graves e reiteradas ilações proferidas pelo Sr. John Charles Textor, Diretor da SAF BOTAFOGO, que vêm ocorrendo desde o ano passado, envolvendo a suposta existência de manipulação de resultados no futebol brasileiro, ainda não foram alicerçadas e corroboradas por qualquer prova, seja ela qual fosse.

Mesmo sendo o citado diretor intimado, pelo Superior Tribunal Desportivo do Futebol, a entregar qualquer tipo de documento que pudesse justificar as graves ilações e acusações proferidas;

3. O citado diretor permanece manipulando os amantes do futebol e as pessoas que trabalham nele, utilizando a imprensa para reiterar frases de efeito, colocando em xeque a todo momento a idoneidade das pessoas que trabalham de maneira honesta e honrada no futebol.

“Não é demais lembrar que a equipe que dirige teve inúmeras oportunidades esportivas para alcançar seus objetivos, que contaram inclusive com falhas nos padrões normais de desempenho de atletas profissionais de sua própria equipe, situações que ocorrem no âmbito esportivo e humano, afinal, ninguém consegue ser perfeito todo o tempo. O ser humano está sujeito a falhas e equívocos involuntários e indesejáveis, e nem por isso deve ser suspeito de ato ilícito premeditado”;

4. Ao citar – sem o mínimo de responsabilidade ou prova, apenas por opinião pessoal baseada em subjetividades – dois dos mais respeitados árbitros do Brasil, América do Sul e do mundo, com vastos currículos internacionais, incluindo Copas do Mundo masculina e feminina em diversas categorias, dezenas de finais, selecionados para Olimpíada de Paris (Daiane Muniz) e no projeto para a Copa do Mundo de 2026 (Raphael Claus), o citado dirigente assume uma postura totalmente contrária ao que se espera de uma pessoa com o mínimo de responsabilidade com a carreira de um profissional e a história ilibada de um ser humano.

Ambos profissionais são exemplos de dedicação à arbitragem, exemplos como seres humanos, são profissionais do mais alto nível, a capacidade e seriedade com que tratam o futebol servem de referência para varias gerações de árbitros, em vários países.

5. A ABRAFUT repudia de forma veemente as colocações do citado dirigente, repudia inclusive os pedidos de suspensão de ambos das atividades como árbitros, já que não há nada, reitera-se, nada, que desabone a conduta dos profissionais citados;

6. Em relação a escala do associado Raphael Claus no jogo Flamengo (RJ) x Botafogo (RJ), a ABRAFUT mostra que, conforme calendário das audiências públicas para designações dos árbitros da Comissão de Arbitragem da CBF, informado no site da CBF, no dia 20/04/2024 (domingo) às 16h27, a audiência para designação do citado jogo da equipe do Botafogo fora marcada para o dia 22/04/2024 (segunda-feira) às 17h.

Assim, a designação do árbitro para a partida de 28/04/2024, contestada pelo citado diretor, ocorreu antes da publicidade das ilações envolvendo ambos associados citados;

7. A ABRAFUT reitera o apoio aos dois exemplares profissionais da arbitragem citados, reitera o apoio ao Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Sr Wilson Seneme, e o apoio ao presidente da CBF, Sr Ednaldo Rodrigues Gomes.

8. Espera ainda que as autoridades brasileiras cobrem do Sr. John Charles Textor a apresentação de alguma prova, das graves acusações e ilações reiteradamente proferidas, sob pena de responder por esta conduta nociva e reiterada.

Botafogo Hoje

Em tempos de desinformação, o BOTAFOGO HOJE continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso contamos com uma equipe apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade sobre o Botafogo. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional do nosso portal? E melhor, não custa nada. Basta seguir e compartilhar nossos conteúdos.

Me siga no Instagram para saber mais sobre o meu trabalho e ficar por dentro do nosso Glorioso e ver mais Dicas.

 

autor

Por Thiago Guedes

instagram do thiago guedeslinkedin do thiago guedes
Sou Thiago Guedes, Jornalista e Publicitário. Fiz da internet o meu país e nas minhas redes sociais não coloco ninguém em vacilo. Aqui no portal, servimos bem para servirmos sempre! Você confere todas as noticias do Botafogo, os jogos do Botafogo hoje, horário do jogo do Botafogo, classificação e tabela completa atualizada e muito mais!

Últimas Notícias do Botafogo